CIÊNCIA  COMPORTAMENTAL APLICADA

Psicologia Social, Metodologia e Análise de Dados

http://www.influencia.unb.br/wp-content/themes/salient/css/fonts/svg/basic_todolist_pencil.svg

Áreas de Pesquisa e Aplicação

Comportamento do Consumidor

Nudges, Persuasão, Influência da Mídia, Tomada de Decisão, Reclamações, Publicidade, Gestão Financeira, Economia Comportamental.

Ambiente

Promoção do Uso Sustentável de Recursos, Dilemas sociais, Atitudes Pró-Ambientais, Comunicação Ambiental, Responsabilidade Social.

Segurança Pública

Prevenção Criminal, Comportamento Anti-Social e Delitivo, Negociação em Crise, Criminologia Ambiental, Perfis Criminais e Fatores de Risco, Testemunho Ocular.

Comportamento Político

Atitudes Políticas, Comportamento de Voto, Propaganda Eleitoral, Corrupção, Efeitos de Pesquisas de Intenção de Voto, Conformidade, Extremismo Ideológico, Terrorismo.

Trânsito e Mobilidade

Infrações de Trânsito, Conflitos entre Usuários, Uso da Bicicleta, Comunicação Visual e Legibilidade do Espaço, Mobilidade de Pedestres, Prevenção de Acidentes.

Relações Interpessoais

Pedidos de Desculpas, Negociação, Atração e Intimidade, Comportamento Preventivo em Saúde, Aposentadoria, Gerenciamento da Impressão, Efeitos da Testosterona, Urgência e Pressão Temporal, Preconceito e Discriminação.

Gastronomia

Marketing de Serviços, Satisfação e Qualidade do Atendimento, Fatores Comportamentais da Alimentação, Filas de Espera, Treinamento, Variáveis do Ambiente.

MÉTODO

No Influência estudamos comportamento humano em uma perspectiva aplicada e científica, utilizando métodos quantitativos, qualitativos e abordagem multimétodos. Os procedimentos que tipicamente utilizamos envolvem experimentos de laboratório e de campo, escalas de atitudes, técnicas de observação e medidas não-reativas. A análise dos dados envolve pacotes estatísticos para modelos uni e multivariados (SPSS , R, AMOS, MPlus) e psicometria (validação de instrumentos e medidas de fidedignidade).

O modelo Full-Cycle Social Psychology de Robert Cialdini (Cialdini, 1980; Mortensen & Cialdini, 2010) inspira nosso trabalho. Depois de identificar problemas no mundo real, selecionamos o melhor quadro teórico-conceitual para explicar os fenômenos. As hipóteses são então submetidas a teste experimentais e correlacionais com métodos rigorosos e os dados a técnicas estatísticas. As conclusões geram conhecimento que podem ser então aplicados de volta ao mundo real (full-cycle).

Com quem trabalhamos

Quer entrar em contato?